O que o allanism realmente acredita?


Hœ. Definir o allanism é algo um pouco complexo porque o allanism tem muitas nuances e sempre se têm uma visão danificada pelas visões de outras crenças, mas vamos lá..

A primeira coisa que se tem que saber é que o allanism é uma filosofia de vida, e que abrange todo o espectro humano, essa filosofia é dividida em várias áreas como filosofia psicológica, filosofia política, filosofia econômica, filosofia artística etc em outras palavras o allanism tem uma resposta pra qualquer área da vida humana dentro do seu campo filosófico e social.

Mas, quais são as crenças allanes afinal?

O allanism crê numa Consciência Eterna e universal que permeia todas as coisas, alguns identificam esse ser como Deus, outros como uma inteligência ou mesmo uma energia que permeia tudo, talvez uma comparação seja com o Tao do taoísmo, mas numa linguagem cristã poderia ser uma espécie de espírito santo ou grande espírito para os indígenas.

Porém essa visão não tem o mesmo peso de outras religiões teistas, já que All~ essa Consciência Eterna não exige nada da humanidade.

Não existe pecado ou redenção no allanism, neste o ser humano já é um ser perfeito, uma obra de arte da Consciência, e só necessita crê nisso para descobrir a verdade.

O allanism também resgata a sacralidade da natureza já que tudo é sagrado, até mesmo os dias, meses, horas, números e letras, tudo tem um significado bonito e transcendental no allanism.

O universo sempre existiu, na verdade multiversos e multidimensões, e cada ser humano existe em vários desses passando por vários desafios em cada um de uma forma diferente por vontade própria num grande jogo cósmico da própria Divindade. Esses conceitos são difíceis de entender e é necessário conversar com um nobre que possa explicar melhor.

Mas, como saber se de fato Deus existe ou se o allanism está correto?

A existência de Deus não é o mais importante no allanism, o ponto é se essa crença te faz bem ou se você está em harmonia, digamos que All~ não exista de qualquer forma a Vida existe e a Consciência também então o allanism continua valendo pois foca nessa harmonização.
Então o allanism não tenta provar o sobrenatural, mas aponta numa pesperctiva racional e lógica. Por exemplo, um materialista pode crer que tudo veio ao acaso pela evolução, mas se pensarmos desse modo, e se o universo pode gerar um ser pensante como um humano, porque não poderia ter gerado um ser ainda mais impressionante além da nossa compreensão e quem sabe esse ser tenha modado o universo e ser o que chamam de Deus?

Claro isso é uma suposição, mas se o ser humano existe, um ser superpoderoso também pode existir, embora a crença em All seja focada em a matéria, energia e consciência sempre existindo não necessitando de uma criação ou início para  isso.

Uma das maneiras de se entender All~ segundo o allanism é comparando com o cérebro humano, o cérebro é a matéria, os pensamentos são a energia, e a mente humana é a Consciência Eterna.

Outra questão é a existência de dimensões ou universos paralelos, o mundo sobrenatural nada mais é do que uma outra dimensão ou universo sobreposto sobre o nosso, onde todos os seres de lá seriam como energias puras sem a limitação de um corpo físico, All~ no caso seria a fonte que gera todo esse mundo e seres conscientes, estando presente no ser humano através da Consciência.

Poderíamos também especular arqueologicamente, por exemplo todas as civilizações retrataram seres espirituais entre deuses e demônios, mas porque todas as civilizações retrataram isso?  Arqueólogos muitas vezes aceitam essas inscrições como provas de uma civilização, de um rei, etc mas nunca se aceita como provas da existência de seres espirituais,  lógico essa é uma prova fraca, já que como dizem o ser humano pode ter criado através de sua imaginação.

Mesmo assim é muito estranho que essa interação religiosa tenha trazido muitos avanços à civilização. Por exemplo a primeira gramática foi feita por religiosos, as artes visuais também, a poesia, música, arquitetura e códigos morais, e até medicina através de ervas e rituais xamanicos, todas essas coisas sempre começaram com algum sábio ou místico religioso. Então isso é um forte indício de que algum tipo de inteligência estava transmitindo uma mensagem a humanidade ou então de que a crença religiosa desenvolve capacidades geniais em alguns místicos.

Mas vamos voltar às crenças allanes, além da Consciência Eterna de All~, o allanism crê que houve 2 civilizações avançadas na terra, uma bem mais antiga da época das pirâmides criada por seres que vieram do espaço e que modificaram a humanidade, e outra mais recente que alguns chamam de tartaria, uma civilização avançada que dominou uma grande parte da terra.

Também crê que alguns seres nocivos que influenciam a humanidade para o mal, seriam os demônios de várias mitologias, mas no allanism eles não são tão poderosos, são mais como parasitas dimensionais e agem apenas no mundo dos pensamentos, podendo assim serem repreendidos por uma mente saudável.

O allanism não ver a morte como algo negativo, e não se preocupa com um provável apocalipse, pro allanism todos estamos sujeitos as leis naturais e catástrofes portanto não devemos ficar inquietos com nada nessa vida, o importante é está em harmonia e sempre pronto para partir caso seja o momento.

A vivência allane se baseia no desenvolvimento das potencialidades artísticas, filosóficas e intelectuais, o allane tem o dever de melhorar a sua vida e aperfeiçoar a si próprio para que isso possa ser usado para o bem da humanidade.

Bem, vamos ficar por aqui por hoje, afinal o allanism é um assunto muito amplo para explicar tudo de uma vez, e já nos alongamos muito. Espero que esse texto possa ajudá lo a entender melhor a filosofia do allanism. 

Aisi~

Nenhum comentário:

Postar um comentário

copyright © . all rights reserved. designed by Color and Code

grid layout coding by helpblogger.com